sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Porque viajar a pé?

Poucas vezes na vida pensei em viajar a pé e, se for pensar bem, provavelmente são poucas, ou nenhuma, pessoas que você já viu viajar assim! Simplesmente por que passeios são bem diferentes de viagens: que envolvem grandes distâncias! Mas mesmo assim, viajar a pé foi a realidade por milênios. Seja por causa do terreno ou dos preços dos animais de montaria, o fato é que se mover a pé é a maneira mais comum na historia do homem.

a pé na EstardaMas o fascínio de viajar a pé não tem motivo histórico. Passar por uma cidade e só perceber pelas placas; passar por pontes, casas e pessoas sem nem vê-las direito; cruzar fronteiras que só existem em mapas; tal ruptura é o motivo!

A pé a escala muda, juntamente com as dificuldades, e o meio de transporte é determinante! Cruzar um rio pode ser um grande problema sem uma ponte; mas uma fronteira pode não ser! E mesmo que a pé não seja possível percorrer milhares de quilômetros rapidamente, há detalhes e sutilezas que nenhum outro meio proporciona: de animais no caminho ao lento passar do dia, não esquecendo dos transeuntes que se tornam parceiros de viagem, mesmo que momentaneamente.

Viajar a pé é degustar; com bastante tempo, em pequenas porções e atentando para detalhes e sutilezas; todos os fascínios que os lugares têm a nos oferecer.

"Mesmo uma jornada de milhares de quilômetros começa com um passo." - Confucio, filósofo chinês