sexta-feira, 30 de outubro de 2009

(PETAR) Preparativos e Viagem

Como sempre, os preparativos começaram bem antes da viagem em si. Com 1 mês de antecedência, falei no Mochileiros que pretendia conhecer o PETAR no feriado de finados e falei também com todos os meus amigos mas, infelizmente, foram poucos que mostraram interesse. Mesmo assim continuei fazendo a pesquisa sobre as atrações e procurando preços de guias e pousadas.

Demorou mas, na última hora possível, formamos um grupo de 4 pessoas (o ideal seria 6), pagamos a reserva da pousada e acertamos o guia. Mesmo em um grupo reduzido (Eu, Renata, Rafael e Adílson), em uma sexta-feira (30/10/2009) véspera do final de semana prolongado, lá fomos nós para Iporanga-SP.

Iporanga-SPDepois de tudo arrumado e conferido, entramos no carro somente às 17h. Por milagre, não pegamos trânsito dentro da cidade de São Paulo-SP e seguimos tranquilos pela Régis Bittencourt (BR-116), mas por pouco tempo. Alguns acidentes e a chuva cobraram seu preço e só às 11h30 chegamos em Jacupiranga-SP, de onde seguimos pela SP-193. A estrada (SP-193) estava em boas condições e vazia, mas mesmo assim demoramos quase 2h para percorrer seus 115km, até o centro de Iporanga-SP. Quando chegamos lá, ainda tivemos que percorrer mais 16km de estrada de terra até o bairro da Serra, onde ficaríamos hospedados na Pousada Pedras Preciosas.

Chegamos à pousada às 2h da madrugada. O Adílson (que veio de Curitiba) já estava lá, meio esfolado devido a um tombo de moto no caminho. Descarregamos as malas, fizemos check-in e fomos dormir só às 3h da madrugada, cientes de que precisaríamos acordar às 7h no dia seguinte para encontrar nosso guia, que acertamos pelo Planeta Trilha, por indicação.

DICAS: Vindo de São Paulo, há a opção de sair da Régis Bittencourt na cidade de Registro-SP e seguir pela SP-139. Embora essa opção possa lhe livrar do trânsito, dos pedágios e encurtar um pouco o trajeto, não vale a pena! A SP-139 está em péssimas condições.

Informações locais:

Quem estava:
Picasaweb + fotos