sexta-feira, 1 de agosto de 2008

(Estrada Real 2008) Dia 15: Último dia

Monumento a TiradentesTentamos sair da pousada cedo, mas saímos só 9h; já deixando as coisas todas arrumadas. Fomos na Mina do Chico Rei (R$5,00/estudante). Os túneis são estreitos e sem sustentação, o chão e as paredes são de terra, goteja água, a iluminação é precária e o uso obrigatório de capacete não é nenhum exagero.

Saímos da mina e fomos conhecer a Igreja de Nossa Senhora das Mercês e Perdões (Mercês de Baixo), mas não sei por que estava fechada. Fomos então comprar lembranças na feira em frente à Igreja de São Francisco de Assis e depois terminar de arrumar as coisas e liberar o quarto.

Deixamos tudo guardado por lá mesmo e finalmente fomos visitar o Museu da Inconfidência (R$2,50/estudante); onde ficamos 2h30. Logo que saímos fomos almoçar no lugar mais próximo possível (R$5,00 o PF) e fomos terminar de visitar o Museu da Ciência e Técnica, que não tivemos tempo de ver inteiro no dia anterior. O que faltava tomou apenas 30min e às 16h já tínhamos visto tudo que planejamos para o dia.

Aproveitamos o tempo que sobrou para procurar e comprar mais lembranças. As 17h pegamos as coisas e fomos para a rodoviária e às 18h já estávamos no ônibus para São Paulo. Ônibus em péssimo estado de conservação, que e parou em todas as cidades, postos, bares e pontos de ônibus existentes no caminho. Graças a isso, a viagem durou 12h e foi a pior possível. Chegamos à Rodoviária do Tietê e ainda fomos até Caraguatatuba pela Litorânea, mas esse problema já é rotina.

Quem estava:
Picasaweb + fotos
Picasaweb + fotos