sábado, 29 de outubro de 2011

(Foz do Iguaçu) Dia 01: Itaipu by night

Que feriado de 4ª-feira é algo triste ninguém discute. Mas para quem consegue emendar, melhor é impossível: os destinos normalmente ficam apenas um pouco mais movimentados do que em dias de semana normais. E para ajudar, é possível achar passagens aéreas e hospedagem com preço de baixa temporada. Foi exatamente esse o caso dessa viagem, que consegui negociar no trabalho com bastante antecedência.

Eis que chegou o dia: o voo da Gol (comprado com antecedência, por R$100/trecho) estava marcado para decolar às 9h20 do Aeroporto de Guarulhos (GRU). Acordamos bem cedo e (como sempre) fomos de ônibus para o aeroporto, aonde chegamos às 8h, sem trânsito. Com o aeroporto vazio, sem filas ou imprevistos, decolamos no horário certo, fizemos uma conexão de 2h em Curitiba (CWB) e pousamos, pontualmente às 13h30, no pequeno aeroporto de Foz do Iguaçu (IGU).

Pegamos um ônibus municipal que nos deixou perto do hostel que tínhamos reservado. Mas o trajeto é que foi impressionante: aparentemente uma forte tempestade tinha passado pela cidade há pouquíssimo tempo: inúmeras árvores e muros caídos, telhados e outdoors arrancados e fios de luz pelo chão!

Chegamos no Your Place Hostel às 15h impressionados pela destruição e logo descobrimos que boa parte da cidade estava às escuras - uma ironia, já que a hidroelétrica mais próxima não é pequena. Fizemos o check-in manualmente e depois de se instalar, pegamos uma jaqueta para chuva e saímos para almoçar, tentar recarregar os celulares e usar a internet.

Como já era 17h, andamos poucos metros e encontramos o Rafain Chopp aberto, em horário de happy hour. O local estava deserto (provavelmente por causa da chuva) mas a TV estava ligada, e tudo indicava que havia eletricidade. Sentamos em uma mesa próxima das tomadas e enquanto comemos (preço e qualidade de comida de bar, não de restaurante), carregamos os celulares.

Enrolamos até às 19h30, para os celulares carregarem ao máximo, e então tomamos um ônibus para Usina Hidroelétrica de Itaipu. Antes de sair de São Paulo, já tínhamos agendado a visitação noturna da barragem para 21h, e chegamos com 30min de antecedência.

Itaipu by night A chuva já tinha parado quando entramos no ônibus panorâmico e seguimos do centro de recepção até o mirante central da barragem. Depois de todos desembarcarem, começou uma narração ao vivo (com tradução simultânea em inglês) exaltando a construção da usina com discursos que bem poderiam aparecer em alguma propagando política. Depois, a usina foi sendo gradativamente iluminada por potentes refletores, enquanto uma trilha sonora instrumental tocava ao fundo para exaltar o evento. Ao fim, a barragem fica toda acesa (foto) em seus quase 8km e o tamanho gigantesco é impressionante, com ou sem trilha ou discurso!

Tivemos mais 20min para fotografar livremente e só então percebemos que a chuva tinha recomeçado, timidamente. Voltamos ao centro de recepção no mesmo ônibus e de lá voltamos ao centro de Foz do Iguaçu.

Paramos para jantar no Bier Garten, um dos poucos restaurantes que ainda estava aberto às 23h, e embora o ambiente não tivesse a melhor das aparências a comida estava boa. Comemos tranquilamente e voltamos ao hostel para tentar dormir não muito tarde.

Informações Locais:
  • Your Place Hostel: Rua Joaquim Firmino, 222 - Centro. Tel: (45) 3029-2462.
  • Rafain Chopp: Av. Jorge Schimmelpfeng, 450 - Centro. Tel: (45)3523-5373. Aberto até tarde.
  • Bier Garten: Av. Jorge Schimmelpfeng, 550 - Centro. Tel: (45)3523-3700. A pizza é bem fraca mas a carne é razoável.
Quem estava:
Picasaweb + fotos