domingo, 19 de abril de 2009

(Peru) Dia 15: Tour do Vale Sagrado

Acordamos as 7h para nos aprontar para fazer o tour pelo Vale Sagrado e aproveitamos para deixar as roupas para lavar antes de sairmos. O ônibus passou em todos os hotéis, começando pelo nosso, para pegar os turistas (que eram basicamente os mesmos de ontem) e só às 9h saímos da cidade efetivamente.

Com algumas paradas para fotos, seguimos por quase 1h, até chegar a Pisac. Lá tivemos 40min para visitar a área do mercado popular, que não tinha novidade relevante, e seguimos para área das ruínas. Começamos a perceber que nossa guia, Julia, era ótima à medida em que ela explicava cada detalhe com entusiasmo e clareza, não deixando passar nada desapercebido! Conhecemos as ruínas de Pisac por quase 1h. Depois fomos almoçar em restaurante buffet, que novamente já estava incluso no pacote.

OllantaytamboLogo depois de almoçar, seguimos por 30min até avistarmos Ollantaytambo (foto). Uma fabulosa cidadela Inca, ainda habitada, repleta de ruínas imponentes. Ficamos por lá das 14h30 ate às 16h, e foi pouco! Deixamos Ollantaytambo e seguimos para Chinchero, onde os incas diziam que ser onde nasce o arco-íris. Lá visitamos a igreja colonial, construída sobre ruínas incas e testemunhamos o processo de tecelagem tradicional inca.

Retornamos ao hotel às 19h30, mas combinamos com alguns novos amigos de nos encontrarmos às 21h para jantar. Nosso guia para a Trilha Inca nos encontrou em nosso hotel as 20h para passar as instruções para o dia seguinte. Depois da conversa, fomos comprar algumas coisas que faltavam e, às 21h15, encontramos nossos amigos na Plaza de Armas. De lá fomos todos jantar em uma pizzaria, pois nós estávamos receosos de comer algo diferente e passar mal no dia seguinte.

Ficamos ate as 23h comendo e conversando, quando resolvemos ir embora. Todos queriam ir para uma balada, mas eu e o Rodrigo precisávamos acordar às 5h30 no dia seguinte e as mochilas ainda não estavam arrumadas. Fomos embora às 23h30 com vontade de sair, mas com objetivos maiores em mente. No hotel, até arrumar tudo já era 1h30 da manhã e só então fomos deitar.

DICAS:
  • Nos buffets no Peru, ao contrario do Brasil, não é costume dos estabelecimentos “repor” a comida que vai acabando! Apenas os primeiros a se servir podem realmente se servir à vontade, e de todas as opções.
  • Não deixe para arrumar as coisas para a Trilha Inca na última hora. É provável que falte alguma coisa e você precise sair para comprar. Como não existem mercados que ficam abertos até muito tarde, é bom se prevenir com antecedência!
  • A Trilha Inca tem início em Ollantaytambo, visitada durante o tour do Vale Sagrado. É possível pernoitar na cidadela, mas a infraestrutura local não permite compras de última hora.

Quem estava:
Picasaweb + fotos